Último integrante de quadrilha que matou empresário é preso

Altemir Tavares da Silva, o "Mosquito", é o quinto envolvido no latrocínio do empresário do ramo de lubrificantes.

Redação com PJC

O último integrante da quadrilha que matou o empresário Paulo Yuggi Terão, 41 anos, em Sinop (500 km ao Norte), foi preso na manhã deste sábado (11.07), pela  Delegacia de Roubos e Furtos, da Polícia Judiciária Civil.  

O preso, de Altemir Tavares da Silva, 18 anos, conhecido por "Mosquito", é o quinto envolvido no latrocínio do empresário do ramo de lubrificantes, morto em  12 de junho. O empresário teve sua residência invadida e foi forçado a seguir com os criminosos em sua caminhonete Hillux. O corpo dele foi encontrado na mesma noite, às margens do Rio Teles Pires, em Sorriso. 

A prisão do suspeito aconteceu após intensas e ininterruptas investigações que confirmaram o envolvimento dele e a sua presença na caminhonete na abordagem à vítima e também no momento em que o corpo do empresário Paulo Terao teria sido arremessado da ponte. 

O delegado titular da Delegacia de Roubos e Furtos, Marcelo Carvalho, representou junto ao Judiciário, pela prisão temporária de Altemir. Segundo o delegado, o suspeito coautor do crime de latrocínio será interrogado e em seguida recolhido à prisão.  

O mandado de prisão temporária terá duração de 30 dias (por se tratar de crime hediondo, 8.072/90) e foi concedido pela Juíza Rosângela Zacarkim Santos (com deferimento do Ministério Público) para que a Polícia Civil possa levantar as provas necessárias para esclarecer em definitivo o delito, evitando-se possível fuga. 

O Núcleo de Inteligência da Regional Sinop também foi acionado para dar respaldo à prisão. O trabalho conjunto se mostrou exitoso com a prisão do suspeito na casa de sua mãe , no bairro Novo Estado, em Sinop. 

Os outros integrantes da quadrilha foram apresentados em coletiva de imprensa no dia 17 de junho, no Fórum de Sinop pelo Secretário de Segurança Pública Mauro Zaque e pelo Delegado Geral da Polícia Civil, Adriano Peralta de Moraes, entre outras autoridades. São eles, Douglas Fernando Pereira Mairese , 23 anos, Eriky Ernandes Luiz Silva, 25, Jeferson Lana, 26, e Anderson Alves da Silva.  

De acordo com as investigações, a quadrilha atua no roubo de veículos sob encomenda e recebeu ordens de dentro da Penitenciária Central do Estado, em Cuiabá, para roubar uma caminhonete que seria trocada por drogas e armas.O detento foi identificado e teve a prisão decretada preventiva decretada e cumprida na Capital, dentro da PCE. 

A quadrilha também já foi denunciada pelo Ministério Público Estadual pelos crimes de latrocínio e formação de quadrilha.


Fonte: VG Notícias

Visite o website: wwww.vgnoticias.com.br